Atendimento
(11) 3537-9876 / (11) 99535-4181
SIMULADORES DE FINANCIAMENTOS
NOTÍCIAS

SÃO PAULO – A segunda fase do Programa Minha Casa, Minha Vida terá recursos de R$ 120 milhões até R$ 140 milhões para financiar a construção de moradias para as famílias com renda de até dez salários mínimos. As informações foram declaradas na segunda-feira (6), pelo presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Hereda.

O volume representa mais que o dobro do montante investido no ano passado somente pela CEF: R$ 53 milhões para os imóveis destinados a todas as faixas de renda. A segunda fase do Minha Casa, Minha Vida deverá ser anunciada no próximo dia 14 pela presidente Dilma Rousseff.

Hereda ainda explicou, segundo a Agência Brasil, que o governo está finalizando os ajustes para a melhoria do programa e dos valores dos imóveis. “As mudanças dizem respeito basicamente às especificações e aos preços das unidades, que passarão a ter limite por município”.

Novidade
Ele adiantou que a partir deste mês de junho haverá contratações já com preço e especificações novos, baseados na experiência adquirida na primeira etapa do programa, quando foram contratadas 1 milhão de moradias.

Do total a ser usado, segundo Hereda, 80% deverão ser de responsabilidade da Caixa e mais de R$ 70 milhões serão destinados para a população com até três salários mínimos.

Aperfeiçoamento
Foi exatamente porque o Governo estava aperfeiçoando o programa que, neste primeiro semestre, não houve desembolso para as famílias desta faixa de renda, esclareceu o presidente da Caixa.

“Não houve operações neste primeiro semestre apenas para famílias na faixa de três salários mínimos. O Governo estava revendo as especificações, melhorando a qualidade e as condições das unidades habitacionais e também revendo os custos”, explicou. 

Fonte: Infomoney

Desenvolvido por

GAIMO-BR
Rua Gaivota, - INDIANOPOLIS - São Paulo / SP
CRECI: 78392-F